segunda-feira, 2 de março de 2015

Capitulo 9


Eu não sabia á quanto tempo eu estava parada na mesma posição analisando cada informação que Selena havia recolhido para mim. Havia um monte de detalhes ali que batiam certo com as datas que eu havia visto nos papeis que o Zac havia trazido essa manhã. Era coencidencias a mais. Todas as coisas ali na minha frente mudavam o rumo das coisas. A investigação finalmente tomaria um rumo certo.

Todas as viagens feitas por cada um desses passaportes correspondiam também as folgas que o primo do Zac tirava do seu trabalho assim como algumas datas em época de festas como o Natal e o Ano Novo ou até mesmo Açao de Graças. Ele não demorava mais do que um dia ou dois para viajar e voltar para cá, sendo assim não levantava qualquer tipo de suspeita sobre ele.

Em todos os crimes cometidos, nenhuma pista era deixada para tras dificultando assim o trabalho da policia ou ate mesmo da pericia. Mas agora toda a merda que ele havia deixado para trás estava em minhas mãos. Desde passaportes a lista de nomes dos alvos, havia também algumas pastas onde estavam informações sobre eles junto com a quantia que iria receber pelo trabalho.

Estava tudo ali, bem na minha frente para eu poder finalmente dar andamento ao caso que tinhamos em mãos. Mesmo que eu quisesse proteger o Zac de toda essa sujeira ligada ao primo dele, eu tinha que divulgar isto para ele e para os nossos companheiros de equipe para podermos achar o assacino do Austin. E ao mesmo tempo descobrir quem estava por detras de todas aquelas ordens.

Bufei alto demais para mim mesmo e peguei em meu celular. Eu tinha que falar com ele primeiro antes de fazer o que quer que fosse. Esse seria o meu primeiro passo.

"Onde você esta? Preciso de falar URGENTEMENTE com você" 

Recoloquei o meu celular na mesa voltando a minha atenção para todos os papeis que eu tinha espalhados pela minha mesa. Eram tantas coisas a se investigar, tantas coisas a pensar e uma operação a montar. Pelo que eu tinha visto o novo "assacino de aluguel" está ocupando o lugar que
Austin tinha até alguns dias atrás sendo que agora estava morto. Alguns dos nomes que não haviam sido riscados em sua lista estava agora sendo deitados numa maca na morgue da agencia.

"Estou descendo. Onde estás?" 

Respirei fundo assim que li a mensagem do Zac. Está na hora de mostrar tudo o que eu descobri a ele.

"Escritório." 

Não deu nem tempo de eu me acalmar devidamente. Ele entrou em meu escritório com uma expressão nada boa, indicando que ele estava em seu limite. Pelos vistos a conversa isso ser pior do que eu imaginei.

- Quer falar comigo? - Ele se sentou na cadeira em frente á minha mesa e olhou na minha direção. Seus olhos estavam meio opacos mostrando uma calma que ele não deveria de ter. Isso estava me assustando.

- Sim eu descobri umas coisas que eu quero compartilhar com você antes de compartilhar com os nossos colegas. - Falei remexendo em alguns papeis direcionando minha atenção noutra direção que não fosse ele.

- É alguma coisa haver com os papeis que você roubou dos dossiers que eu encontrei na casa do suspeito?

A raiva que continha em sua voz fez com que eu levantasse a cabeça em sua direção completamente chocada com o que ele havia acabado de dizer. Seus olhos agora mostravam uma raiva fora do comum, raiva essa que eu nunca tinha visto em sua expressão geralmente séria.

- Roubei? Não roubei nada Zac! Você estava em estado catotico lá emcima no meu quarto. Só tratei de agilizar. Estamos juntos nesse caso, quero ajudar a prender cada responsavel pelas mortes e se você tinha alguma coisa em concreto eu tinha que investigar só não avisei você porque você não estava nem prestando atenção ao que acontecia ao seu redor merda!

- Você deveria ter esperado por mim para começar o que quer que fosse! Esperado que eu me recupera-se para começarmos a falar sobre isso! Você agiu sozinha porra! - Me levantei da minha cadeira sem tirar os olhos de cima dele. Minha raiva subiu me deixando cega.

- Esta investigação não pode esperar que o bebezinho se recupere. Temos pessoas morredo. Temos toda uma agenciase dividindo pela corupção existente na diretoria, sem por de parte que somos de alas diferentes!

Pode ver que seus olhos azuis brilharam perigosamente enquanto ele se levantava lentamente da sua cadeira me olhando. Fechei minhas mãos em punho contento a minha raiva e tentando aparentar calma, o que estava sendo dificil sendo que eu estava discutindo com o cara que me deixava mole com um simples toque e beijo. Merda porque que tinha que ser assim? Logo agora!

- Já que somos de alas diferentes Hudgens, passe todas as informações que tem sobre o MEU caso para os meus agentes para podermos sair daqui e investigar separadamente da ala femenina. - Sua voz baixa e calma parecia uma faca afiada que se cravava em minha pele me machucando e me deixando com raiva.

- Fomos destacados para esse caso JUNTOS. Não vou passar merda nenhuma! Ou você senta e ajuda ou você levanta e fica quieto enquanto eu e os nossos colegas tratamos do assunto já que está tão emocionalmente envolvido. Não está em condições de tomar decisões importantes.

- Você não manda em mim. E foi você que disse que somos de alas diferente Vanessa! - Ele gritou contornando a mesa ficando frente a frente comigo olhando dentro dos meus olhos. - Porque que não esperou por mim para investigar as informações que eu colhetei do apartamente de Austin?

- Você precisava de tempo para pensar e colocar todas as coisas que tinha acabado de descobrir sobre seu primo em ordem! Se fosse comigo eu esperaria que você agisse tão friamente como eu agi com você! - Gritei de volta batendo meu dedo indicador em seu peito sem tirar meus olhos dos seus. - Eu estava sendo sua amiga e sua namorada assim como agente tudo ao mesmo tempo. Te protegendo e te ajudando e te poupando. Era seu primo porra eu entendo que tudo isso deve estar mexendo com seu psicologico. Só queria ajudar!

Antes que eu podesse esperar ele me beijou, me puxando e abraçando com força. Senti todo o meu folego fugir e um gemido baixo sair por entre meus dentes. Por mais que eu tivesse chateada com a forma como ele havia agido eu sabia que estava sendo demais lidar com todas essas descobertas. E eu só queria que ele entendesse que eu estava ajudando não agindo nas suas costas.

Abracei seu pescoço limpando minha mente de toda a nossa discussão e o beijei de volta sentindo a famosa sensação no estomago me tomar novamente. Era delicioso me sentir assim sempre que ele me tocava ou beijava. Mesmo depois de uma briga esse sentimento não desaparecia e isso era perfeito.

***********************
Continua... 
kkkkk Espero que me perdoem mas o blogger nao tem andado pegando aqui no meu pc e eu nao sei o porque. Bom agora sei. Meu ativirus decretou esse site como perigoso e nao deixava eu usar. Mas agora tudo esta resolvido e eu vou postar msm sendo quatro horas da madrugada aqui em portugal! 
Enfim! Espero que gostem do capitulo!
Irei tentar postar amanha em Beta House 
Beijos e até amanha!

6 comentários:

  1. perfeito ♥♥♥
    tadinho do Zac,com certeza é muita coisa pra cabeça dele
    espero que ele e a Vanessa não briguem mais
    posta mais e logo,kisses

    ResponderEliminar
  2. Perfeito nada melhor q um beijo de reconcialização depois de uma briga......bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gente to começando um blog por favor dem uma olhadinha ė só entrar no meu perfil ė sobre zanessa

      Eliminar
  3. Adoreeeeeei! Menina, babado esse capítulo. Espero que no final tudo seja devidamente esclarecido.
    Xx

    ResponderEliminar
  4. Eu AMEI o capítulo e o novo layout do blog.
    Achei simplesmente incrível.
    Vanessa e Selena mandaram bem na investigação.
    O Zac tem um jeito bem interessante de interromper uma discussão.
    Ansiosa pelo próximo capítulo.
    Posta loguinho
    Bjos

    ResponderEliminar
  5. aiai...ansiosa para o proximo capitulo bjos

    ResponderEliminar